Atenção

Para compartilhar as atividades do Blog TEXTO EM MOVIMENTO em outros blogs é preciso ter autorização prévia. Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Jeitinho brasileiro e as nossas pequenas corrupções

Trabalhando com a questão das pequenas corrupções, adaptei alguns conteúdos para discussão em sala com a turma dos 7º anos. Aproveitei para o uso do dicionário, e posteriormente produção de texto (os alunos tiveram acesso a outros textos, como a crônica do Walcyr Carrasco sobre Pequenas Corrupções).


Jeitinho brasileiro e as nossas pequenas corrupções

"Jeitinho", expressão brasileira para um modo de agir informal amplamente aceito, que se vale de improvisação, flexibilidade, criatividade, intuição, etc., diante de situações inesperadas, difíceis ou complexas, não baseado em regras, procedimentos ou técnicas estipuladas previamente. "Dar um jeito" ou "Dar um jeitinho" significa encontrar alguma solução não ideal ou previsível. Por exemplo, para acomodar uma pessoa a mais inesperada em uma refeição, "dá-se um jeitinho".
O "jeito" ou "jeitinho" pode se referir a soluções que driblam normas, ou que criam artifícios de validade ética duvidável.
    A expressão "jeitinho" no diminutivo em certos casos, assume um sentido puramente negativo, significando não só driblar mas violar normas e convenções sociais, uma forma dissimulada de navegação social tipicamente brasileira, na qual são utilizados recursos como apelo e chantagem emocional, laços emocionais e familiares, recompensas, promessas, dinheiro, e outros ou francamente antiéticos para obter favores para si ou para outrem, às vezes confundido ou significando suborno ou corrupção.
   Vamos conferir alguns exemplos:
  • Pagamento de propina, para ser aprovado no exame da carteira de habilitação de motoristas.
  • Dar dinheiro para o guarda de trânsito não aplicar uma multa. A frase "tem como dar um jeitinho?", não é necessariamente considerada suborno, apenas um apelo ao uso de flexibilidade, complacência.
  •   Deixar tudo para última hora: pagamentos, procedimentos burocráticos, responsabilidades.
  • Chorar para um vendedor o desrespeitando, para fazer seu trabalho mão de obra muito mais barato. 
  • Estacionar veículos, utilizar filas prioritárias e assentos destinados exclusivamente para idosos e deficientes. 
  •  Vender seu voto ou trocá-lo por algum benefício pessoal, como emprego, material de construção, cesta básica, etc.
  •    Na escola, dar uma olhada na resposta do colega (a famosa "Cola").
  • Andar com o veículo pelo acostamento.
  • Furar fila. 
  • Fazer ligação ilegal de serviços como TV a Cabo, Energia Elétrica, etc.
  • Apresentar atestado médico falso ou mentir que está doente.
  • Usar o vale refeição para fazer compras no supermercado.
  •  Vender ou comprar produtos falsificados e/ou contrabandeados.
  •  Não dar nota fiscal.
  • Falsificar carteirinha de estudante para obter descontos e benefício.
  • Bater o ponto de trabalho para o amigo.
Os adeptos do "jeitinho" consideram de alto status agir desta forma, como se isto significasse ser uma pessoa articulada, bem posicionada socialmente, capaz de obter vantagens inclusive ilícitas, consideradas imorais por outras culturas.


Atividades
Você sabe o significado das palavras abaixo? Procure no dicionário o significado que esteja de acordo com o contexto:
driblar –
ética-
antiético -
convenções sociais-
suborno-
corrupção-
artifícios –


2. Segundo o texto, o “jeitinho” brasileiro pode se caracterizar de três formas. Quais são?
3. Para você, quais os problemas que esse “jeitinho brasileiro traz para a sociedade?
4. Dos itens mencionados, quais você já presenciou ou soube que alguém conhecido fez?
5. O que você faria se encontrasse uma carteira com muito dinheiro ou um objeto de grande valor?
6. Você acha que o brasileiro se acostumou com a corrupção, por isso acha normal quando um político rouba ou age em benefício próprio? Justifique sua resposta.

Produção de texto


Temos visto o caso do Petrolão, ou a Operação Lava-jato, que é um escândalo nacional, de grandes proporções e muitas pessoas envolvidas, mas pouco se fala sobre as pequenas corrupções. O que você pensa a respeito?

Redija um pequeno texto sobre o assunto, use argumentos, dê exemplos.

Um comentário: