Atenção

Para compartilhar as atividades do Blog TEXTO EM MOVIMENTO em outros blogs é preciso ter autorização prévia. Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

domingo, 25 de maio de 2014

Sorôco, sua mãe e sua filha

Em Sorôco, sua mãe e sua filha, não é a história que mais chama a atenção, e sim o modo como ela é contada. Nele verifica-se características típicas de Guimarães Rosa, como a ortografia própria, que chega a se desviar muitas vezes do padrão gramatical, os neologismos, a fala regional entre outras. Escolhi esse conto pois acho muito interessante e com muitos planos de leitura.
Nesta atividade é interessante falar sobre Guimarães Rosa e seu estilo. Em relação ao conto, ao fazer a leitura pedir aos alunos que prestem muita atenção aos elementos da narrativa, aos personagens e ao narrador (apenas observador? Participa de alguma maneira na história?). Pedir para que registrem as palavras desconhecidas ou que causem “estranhamento”. Ao preparar essa atividade o ponto de partida foi a sugestão de FARACO e MOURA (que não contemplam o gênero ou a estrutura narrativa) em Literatura Brasileira, mas ao consultar  várias análises do conto, algumas questões são mais interessantes, e nem sempre há consenso. Uns dizem que Sorôco termina louco, outros, que apenas cantava para lembrar das duas mulheres Para alguns o tema é a solidariedade e para outros é a loucura. Fico com a segunda opção. Quem desejar a sugestão do gabarito segundo a minha análise e os outros textos que serviram de base para a elaboração, é só mandar o e-mail que enviarei.
Providenciar as cópias do conto (caso não tenha o original, mas o interessante é ter o livro em mãos (Após a atividade tem o conto em  PDF para dowload). Essa atividade demanda mais tempo que as outras interpretações.

Sorôco, sua mãe e sua filha
Interpretação e análise:

1. Organize a sequência do conto:
(     ) Durante o trajeto, um canto alto e desafinado da filha.
(     )População canta junto.
(     ) Avó senta-se no estribo e canta também.
      (     )Vagão especial aguarda duas mulheres para levá-las para Barbacena.
(     )Trem parte.
(     )Viúvo Sorôco surge de  braço dado com mãe e filha.
(     )Despede-se  das únicas parentes.
(     )Sorôco não olha para trás e volta cantando.
(     )População acompanha o acontecimento.

2.Releia o conto observe bem os elementos da narrativa. Onde a história se passa, como é o cenário? Além do protagonista e das outras personagens há outros? O narrador faz parte da história ou é apenas observador? Depois preencha a tabela.

Tempo da história


Espaço (cenário)


Protagonista


Personagens secundários

Figurantes


Narrador




3. Com que finalidade Sorôco leva sua mãe e sua filha à estação?

4.Na opinião do povo, o que representava  para Sorôco  a partida das duas mulheres?

5. Durante a narrativa, vamos conhecendo algumas características das personagens. Escreva três características para:
Sorôco -
Mãe -
Filha  -
Povo –

6.  Assinale V (verdadeiro) ou F (falso) para as afirmações abaixo:
(  ) A comunidade se compadece de Sorôco, compreende sua dor, por ter que se separar da única família que possuía.
(  ) Em "Sorôco, sua mãe, sua filha," em particular, o narrador figura como um observador que, no decorrer da história, se torna participante.
(    ) Neste conto, a história é narrada depois de já ter acontecido, pois quase todos os verbos estão em pretérito.
(    ) Sorôco acompanha a mãe a  filha à estação, onde um vagão as espera para levá-las a Barbacena para visitar parentes.

7.O conto trata de uma problemática universal do ser humano. Qual é?

8. O  que se pode entender por:

vistoso
 telhadilho
 fiosa
virundangas
fichu
docementes
transmodos
maltrapos
humildoso

9.  No conto, além do tema da loucura, qual é outro tema que podemos apontar?
10.O que pode significar a  maneira como as ruas são tratadas: Rua de baixo, onde Sorôco morava e Rua de cima, onde ficava a estação?
11.Que elemento no final do conto funciona como fator de união entre todas as personagens?
12. Sorôco no final, termina cantando a mesma cantiga que as duas “loucas” cantaram. Para você, o que pode significar esse fato? 
Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional

Conto para dowload
http://pt.scribd.com/doc/226011170/Soroco-Conto

sábado, 10 de maio de 2014

O sino de ouro - interpretação 8/9º ano

Rubem Braga é um dos maiores cronistas brasileiros.  Trabalhar com crônicas em sala de aula é bem interessante. É interessante falar um pouco sobre crônicas ou sobre o autor antes de trabalhar o texto.Se alguém tiver dúvida em alguma questão ou precisar do gabarito, é só pedir, mas deixe o email para contato para que eu possa enviá-lo.

O sino de ouro
Rubem Braga

Contaram-me que, no fundo do sertão de Goiás, numa localidade de cujo nome não estou certo, mas acho que é Porangatu, que fica perto do rio de Ouro e da serra de Santa Luzia, ao sul da Serra Azul - mas também pode ser Uruaçu, junto do rio das almas e da serra do Passa Três (minha memória é traiçoeira e fraca; eu esqueço os nomes das vilas e a fisionomia dos irmãos, esqueço os mandamentos e as cartas e até a amada que amei com paixão) -, mas me contaram que em Goiás, nessa povoação de poucas almas, as casas são pobres e os homens pobres, e muitos são parados e doentes indolentes, e mesmo a igreja é pequena, me contaram que ali tem - coisa bela e espantosa - um grande sino de ouro.