Atenção

Para compartilhar as atividades do Blog TEXTO EM MOVIMENTO em outros blogs é preciso ter autorização prévia. Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

terça-feira, 15 de novembro de 2016

Crase - Exercícios com gabarito

Para relembrar sobre CRASE veja o vídeo da última postagem. 
Resolva os exercícios e só depois confira o gabarito




Exercícios - Crase
1. Explique a diferença de sentido entre as frases:
I. Ela, a noite, chegou. II. Ela, à noite, chegou.
2. Considere estes versos do Hino Nacional brasileiro:
“Ouviram do Ipiranga as margens plácidas
De um povo o brado retumbante”.

Que mudança aconteceria se, no “as” tivesse o acento indicador de crase?

Questões 3 a 12, assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas:
3.“A casa fica ____direita de quem sobe a rua, ___ duas quadras da avenida Brasil.”
a) à, há           b) a, à          c) à, a            d) à, à           e) a, há

4. “ ____dias não se consegue chegar ___nenhumas das localidades ___ que os socorros se destinam.”
a) Há, a, a      b) A, a , a     c) Á, à, a      d) Há, à, a    e) À, a, a

Série Simplifica: CRASE


Simplificando a crase.
Como power point não carrega, tive que salvar em vídeo.



domingo, 9 de outubro de 2016

Exercício de pontuação

Reescreva o texto  abaixo usando os sinais de pontuação indicados:

8 vírgulas *  3 pontos finais  *  2 dois-pontos  
*  2 pontos de interrogação * 4 travessões 
* 1 ponto de exclamação

Lembre-se de fazer parágrafos.


CONTINHO (de Paulo Mendes Campos)

Era uma vez um menino triste  magro e barrigudinho  do sertão de Pernambuco Na soalheira danada de meio-dia ele estava sentado na poeira do caminho imaginando bobagem quando passou um gordo vigário a cavalo Você aí menino, para onde vai essa estrada Ela não vai não nós é que vamos nela Engraçadinho duma figa Como você se chama Eu não me chamo não os outros é que me chamam de Zé 

Poema: Pontuação - interpretação

PONTUAÇÃO
                     


Na interrogação me enrosco
num caracol sem saída?
Na vírgula me sento um pouco
e descanso, pensativa.
Na exclamação dou um pulo
fico na ponta dos pés!
No ponto e vírgula me escorrego
e quase paro; mas ando.
Marco passo nos dois-pontos
e nesta pausa me explico.
No travessão me espreguiço
e deitado presto serviço.
Nas reticências me espalho
vou muito além do que eu falo...
Mas é do ponto que mais gosto,
Termino e me encosto.
          
                        Elza Beatriz

                                           

1.Além de comentar sobre os sinais de pontuação, estes são empregados no texto. Qual o efeito que isso provoca?

domingo, 11 de setembro de 2016

João Vítor - interpretação 7º/8º ano com Gabarito

Além da interpretação, que tal trabalhar a ortografia aproveitando a deixa do protagonista?

João Victor

      Odeio ortografia. Coisa mais escorregadia. Dois mais dois é sempre quatro. O Rio Amazonas está sempre no mesmo lugar. Há 500 anos que todo mundo sabe que quem descobriu o Brasil foi Pedro Alvares Cabral.
      Agora, veja o raio da ortografia! Alguém pode me explicar por que havia tem H e aviação não tem? Por que hora tem H e oral não? E, pior, por que o chá que a gente bebe é com H e o xá da Pérsia não é?
          Por culpa do H, tirei cinco na prova.
                

terça-feira, 31 de maio de 2016

Interpretação crônica 9º ano - A última crônica

            Essa crônica é muito conhecida e faz parte da Coletânea da Olimpíada de Língua Portuguesa. Aproveitando para trabalhar algumas questões de interpretação e discussão de alguns temas, como preconceito, família, valores...
     
                             A última crônica 

            A caminho de casa, entro num botequim da Gávea para tomar um café junto ao balcão. Na realidade estou adiando o momento de escrever. A perspectiva me assusta. Gostaria de estar inspirado, de coroar com êxito mais um ano nesta busca do pitoresco ou do irrisório no cotidiano de cada um. Eu pretendia apenas recolher da vida diária algo de seu disperso conteúdo humano, fruto da convivência, que a faz mais digna de ser vivida. Visava ao circunstancial, ao episódico. Nesta perseguição do acidental, quer um flagrante de esquina, quer nas palavras de uma criança ou num incidente doméstico, torno-me simples espectador e perco a noção do essencial. Sem mais nada para contar, curvo a cabeça e tomo meu café, enquanto o verso do poeta se repete na lembrança: “assim eu quereria o meu último poema”. Não sou poeta e Estou sem assunto. Lanço então um último olhar fora de mim, onde vivem os assuntos que merecem uma crônica.


 1.Identifique:
Foco narrativo:
Cenário:
Tempo:
Personagens principais:

2.Qual a profissão do narrador? Retire um trecho do texto que justifique sua resposta.

segunda-feira, 23 de maio de 2016

Esse texto faz parte da coletânea da OlimpÍada de Língua Portuguesa, de Memórias Literárias (Se bem me lembro...para 7º e 8º anos). Que tal aproveitar o texto para fazer uma interpretação? O link para o gabarito encontra-se após as questões.

 PARECIDA MAS DIFERENTE

O pai de Zélia Gattai costumava contar a história de como sua família havia vindo da Itália para o Brasil. Uma vez, quando ele narrava a viagem dos Gattai – que era o nome da família de seu pai -, Zélia, então menina, observou que Eugênio, seu avô materno, escutava atentamente. Então, pediu a ele que também contasse a história da família da mãe, os Da Col.

domingo, 22 de maio de 2016

Feira Educar 2016

Feira Educar 2016

Aconteceu em São Paulo mais uma edição da  Bett Brasil Educar, a maior feira de Educação da América Latina. De 18 a 21 de Maio no São Paulo Expo Exhibition & Convention Center, os visitantes puderam conhecer dezenas de start ups focadas em educação e tecnologia, participar de palestras, cursos, visitar estandes de renomadas instituições de ensino e muito mais.

quinta-feira, 10 de março de 2016

Atividade Verbete de Enciclopédia com GABARITO

Atividade: "Verbete de enciclopédia"

Adaptada das questões do Saerj de Língua Portuguesa

Leia o texto abaixo.
Botânica

BOTÂNICA – s. f. (do gr. botanikê, de botáné, planta.) Estudo científico dos vegetais. Adj. Relativo às plantas, ao reino vegetal, à botânica. Histórico. A etnobotânica encerra a origem da botânica, que foi praticada por todos os povos e consiste em conhecer e denominar plantas inteiras, partes de plantas (folhas, frutos, grãos) ou os produtos vegetais suscetíveis de serem usados como remédios, venenos, alimentos, bebidas e em magia. O

quarta-feira, 2 de março de 2016

Concordância Nominal - Atividades com Gabarito

Concordância Nominal
Para ver o gabarito é só clicar no lugar indicado. Caso deseje, há no final a revisão do conteúdo. 

 Atividades
I.Um clube convidou seus associados para uma festa, publicando no boletim o seguinte texto
O Departamento Social programou para o dia 30 de outubro a maior festa do chope que o clube já realizou. Comidas típicas alemãs e chopes distribuídos gratuitamente, a noite toda.
Um rapaz sócio do clube, foi à festa sem jantar e sem levar dinheiro. Lá chegando, constatou, surpreso que o chope era grátis, mas a comida era paga.
Pergunta: O rapaz leu errado o convite? Justifique.

II. Explique os dois sentidos atribuídos à frase:
A menina ficou só no jardim.

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Interpretação de texto 8º/9º ano Conto Fim de Semana

Esse conto é bem complexo e muito interessante, é preciso uma leitura mais apurada e principalmente, ler nas entrelinhas, Para os professores que quiserem gabarito para conferir, enviar email para fate.profa@gmail.com com o título do texto.

Fim de semana

             O redemoinho disse basta pra si mesmo e ameaçou girar pro outro lado. Mas percebeu que seria a mesma coisa, mais cedo ou mais tarde falaria atsab até que um dia ia ver que as voltas que dava não levariam mais Ionge que a um galeão encalhado na areia mais funda do mar. O redemoinho sabia muito, mas não dava pra se livrar do nojo do cadáver inchado e cuspindo pra cima, que não saía de sua correnteza.
              
Mas o culpado era ele mesmo. O pobre do sujeito estava feliz com sua boia de pneu, fingindo de herói pra família, que aplaudia suas bravuras sentada em volta de um piquenique. Uma braçada pra lá,três quatro mais pro fundo, dando só tempo de acenar e enfiando a cara na água. O cara parou pra respirar e medir o oceano que era só dele. Tirou a boia e encostou a cabeça, feliz.
               Na praia, a mulher, que conhecia o marido muito mais do que gostaria, tratou de virar as costas pro mar e pensar noutra coisa. Mas como? Há nove anos que ela tentava, e sempre que conseguia ele voltava do trabalho, do futebol, do banheiro. O casal amigo do escritório parou de rir. Zeca estava indo longe demais, ele mesmo tinha dito que não era dessas coisas nadando, como é que ia voltar daquela lonjura? O sogro se levantou e apontou o mar com uma perna de frango: mas aonde
vai aquele imbecil?
               O piquenique virou uma pergunta, Zeca virou um cadáver e o redemoinho parou de virar. De mar calmo, o domingo foi melhor ainda. Desagradável foi só à noite, o engarrafamento na serra, o rádio do carro quebrado e o Zeca fedendo daquele jeito.


Guilherme Cunha Pinto. Contos jovens-5.



1.Essa narrativa apresenta tempo e espaço delimitados. Identifique-os.

2.Qual é a personagem principal?
   
3. O redemoinho pode ser considerado uma personagem?  (   ) sim    (   ) não
Justifique sua resposta.

4. Explique o uso da palavra destacada no trecho  "mais cedo ou mais tarde falaria atsab, [...]"

5. Já no primeiro parágrafo aparece um elemento de tensão. Qual?

6. Releia o primeiro parágrafo. Quantos períodos há nesse trecho? Qual o sujeito do segundo período?

7. Que situações reais da vida de Zeca ficam evidentes nos seguintes trechos?

a)  [...] fingindo de herói para a família.
b)  [...] parou pra respirar e medir o oceano que era só dele.


8. Como Zeca era visto?
a)  pela mulher
b) pelos colegas de escritório
c)  pelo sogro


9. Após a leitura do texto, e as respostas das questões 6 e 7, qual alternativa representa melhor o tema desse conto?

(  )  Os perigos do mar.

(  )  Um piquenique na praia

(  )  A necessidade humana de mergulhar na fantasia.

(  )  O ser humano vencendo a natureza.

10. Desde o início do texto o leitor sabe o que aconteceu com o protagonista, mas no final do conto há um elemento surpreendente. Qual?


domingo, 21 de fevereiro de 2016

Revisão e exercícios: Tipos de sujeito com Gabarito

Termos essenciais da oração: Sujeito e predicado
Sujeitoé o termo da oração que indica o ser de quem se fala.
Predicado é tudo o que se informa sobre o sujeito, contém o verbo..
Dica: Para achar o sujeito: faça perguntas “Quem?” “O quê? Antes do verbo.
Ex.:Você sabe andar a cavalo?
Quem sabe andar a cavalo? R.: Você → é o sujeito da oração. Retirando o sujeito, o que sobre é o predicado.

 Tipos de sujeito:
Simples: tem apenas um núcleo O menino ganhou uma bicicleta. (núcleo:menino)

Atividades- substantivos 6º ano

Substantivos - Atividades


1 . Leia o trecho da música  Maracatu atômico (música Nelson Jacobini/ Jorge Mautner). 
Atrás do arranha-céu tem o céu, tem o céu
E depois tem outro céu outro céu sem estrelas
Em cima do guarda-chuva tem a chuva, tem a chuva
Que tem gotas tão lindas que dá vontade de comê-las

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Atividade de ortografia e gramática com GABARITO


Atividade de ortografia e gramática


1    1.  Complete com ONDE ou AONDE:
Lembre-se: Aonde – usado com verbos que indicam movimento
a)__________essas medidas do governo vão nos levar?
b) Não entendo __________ ele estava com a cabeça.
c) Dê __________ você está falando?
d) ________________ querem chegar com essas atitudes?
e)  _____________ coloquei meus sapatos?
f) Não sei ____________ ir.
g)­­­­­­­____________ está seu orgulho?
h)  Irei _________ quer que eu vá.
i) ___________ ele foi assim tão cedo?
j) Não sei ___________ me apresentar, nem a quem me dirigir.

2. Complete as frases a seguir com MAL ou MAU:

domingo, 7 de fevereiro de 2016

Acordo ortográfico parte 3 - Atividade - Nova ortografia

Os alunos têm muitas dificuldades, principalmente em relação ao uso o hífen e dos acentos. Elaborei essa atividade e trabalhei em sal, com ótimos resultados. 
(O professor pode  distribuir cópias com o resumo da Nova ortografia ou pedir antes que a turma pesquise e traga o material para a aula).

Atividade
1.De acordo com as normas do atual acordo ortográfico ( NOVA ORTOGRAFIA),  identifique se as palavras desatacadas em cada frase está grafada de forma certa (C) ou errada (E).

2. Justifique cada caso (mesmo se estiver correta), veja os exemplos.
Palavra destacada na frase

C
E
 Justificativa
Você deve pôr o livro na prateleira.

X


O verbo “pôr” mantém o circunflexo para que não seja confundido com a preposição por.

A fantasia mais vendia foi a de superhomem.

X
Palavras compostas com H no meio sempre pedirão hífen. O correto é super-homem

 Folha de atividades:

Homens de camisola e calcinha? Acordo ortográfico parte 2 -

Estranhou o título?
È sobre um homem português contando como foi seu dia, O texto  retrata de maneira bem humorada essas diferenças entre o português europeu e o brasileiro.
Primeiro leia o texto, aparecem muitas palavras que aqui no Brasil tem outro sentido, mas em Portugal são palavras inocentes...Os alunos se divertem com esse texto e depois pesquisam e trazem outras palavras que soam um pouco estranhas para nós brasileiros, não só de Portugal como de outros países que falam português.


Homens de camisola e calcinha?
 Algumas dificuldades de comunicação a reforma não resolve... Mônica Magalhães

Depois de dez minutos e uma grande bicha na paragem, subimos no autocarro e tivemos uma péssima surpresa: ele estava lotado por uma claque! Foi desagradável viajar ao lado daqueles homens barulhentos, todos vestidos com camisolas iguais, então perdemos a paciência e descemos antes da hora. Andamos um troço a pé e logo chegamos à praia.

Acordo ortográfico parte 1 - Os diferentes falares da língua portuguesa

Brasileiros e portugueses falam a mesma língua, mas muitas vezes surgem confusões por conta do significado de algumas palavras ou expressões.
Pensou se alguém lá de Portugal lhe convida para ir à casa de pasto? Ou diz que precisa ir até o quarto de banho. Você já levou um raspanete? Gosta de dióspiro? Tem telemóvel? Já andou de comboio? Caso vá a Moçambique e estiver com fome, sugiro um prego no prego no prato, é uma ótima pedida.

Pois é, há muitas diferenças...

Sobre o acordo...

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Interpretação de texto 8º/9º - Conto O assalto

Um conto que parece crônica (muitas vezes há confusão mas o próprio autor o define como conto), e um tema social muito atual, não só nas grandes cidades. A maioria das questões não apresentam muitos problemas para responder, quem quiser conferir o gabarito é só pedir por email (fate.profa@gmail.com) indicando o título.

O Grande Assalto

Avenida Santo Amaro.
Às 13 h.
Um homem malvestido para em frente a uma concessionária de automóveis fechada e nota as bolas promocionais amarradas à porta. 
Um policial desce da viatura, olha para todos os lados e observa um suspeito parado em frente a uma concessionária. 
O suspeito está malvestido e descalço. 
Uma senhora sentada no banco do ônibus que para na avenida para pegar passageiros comenta com a moça sentada ao seu lado que tem um mendigo todo sujo parado em frente a uma loja de automóveis. 

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Atividade: Expressões embaralhadas

No quadro abaixo estão embaralhadas as palavras de cinco expressões. Em todas há a palavra olho (no singular ou no plural).
1.Descubra quais são as expressões;

2. Explique o significado;
3.Forme frases com cada expressão.

custar                por                        os                    belas                      por           

 olho                   pelos                  ter                          a                       ver                       

barriga               dente                  com                    olho                      bons               

maior                     da                    cara                     que                     olhos                  

 dente         olho                     o                       olhos            seus      olhos











Gabarito:

Interpretação de texto (Publicidade) 7ºano com gabarito

Atividade adaptada do Gestar

Leia com atenção  essa publicação e  responda as questões 1 a 7







1.    A que gênero pertence essa publicação?
a)    (  )  notícia   b) (   ) publicidade   c) (   ) classificado    d) (   ) informativo

2.Em qual revista foi publicada?

3. Quem é o público-alvo?
a)  consumidor de baixa renda.