Atenção

Para compartilhar as atividades do Blog TEXTO EM MOVIMENTO em outros blogs é preciso ter autorização prévia. Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

domingo, 30 de dezembro de 2012

Poema-mensagem de Ano Novo


BEM-VINDO ANO NOVO
Licença Creative Commons
Este obra foi licenciado sob uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
 
Fate®


Bem-vindo Ano Novo!
Chegue com boas notícias,
Trazendo alegrias,
A toda gente,
Traga consigo alguma cura
Pros males do corpo e da alma
Alento pra quem precisa,
Amor pra preencher corações vazios,
Emprego, esperança, saúde
O que cada um precisar.



Bem-vindo Ano Novo!
Traga consigo a sensatez,

sábado, 22 de dezembro de 2012

A tal da resiliência


A tal da resiliência

                                                                        Fátima Pereira 
Três fatos  me inspiraram a escrever este artigo: a entrevista de um artista plástico brasileiro mundialmente conhecido -  em resposta a Roberto D’Ávila sobre sua infância pobre respondeu que sempre gostou  de estudar,  acreditava  na importância da escola e do saber para superar as dificuldades; um amigo que me contou sobre sua infância pobre no Rio de Janeiro,  hoje já conheceu uma parte do mundo, inclusive o Egito -  um sonho que parecia  impossível ao menino pobre; uma amiga - aos 30 anos descobriu um câncer, não se abateu, continuou sua vida, lutou com todas as forças contra a doença, hoje está muito bem e  feliz agora com o nascimento do primeiro filho.
O que essas três pessoas tem em comum?

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

ANÁLISE E PRODUÇÃO DE TEXTO: ANÚNCIO PUBLICITÁRIO

Qual a diferença entre propaganda e publicidade?

No Brasil há muita confusão entre esses dois termos, mas a distinção entre propaganda e publicidade é o objetivo do lucro, a vantagem econômica. A publicidade  tem a finalidade de divulgar comercialmente um produto ou um serviço enOquanto a  propaganda visa a um objetivo ideológico, religioso, filosófico, político, econômico ou social. (Fonte: Publicidade e propaganda no Código de Defesa -  http://www.ambito-juridico.com.br)
Sugestão de atividade: Anúncio publicitário
Através da análise desse gênero, percebemos que a publicidade é produzida por empresas e prestadores de serviços com a finalidade de tornar o seu produto conhecido e assim despertar nos consumidores o desejo de possuí-lo. A publicidade usa de vários artifícios para persuadir o consumidor.

Objetivos: desenvolver o senso crítico, entender a publicidade é um gênero textual, identificar os elementos recorrentes ao gênero.




(atividades de alunos)


 
Desenvolvimento da atividade:




terça-feira, 20 de novembro de 2012

Exercícios - AGENTE/A GENTE; MEIO/MEIA...


FOLHA DE EXERCÍCIOS

1. Complete as frases com a gente ou agente :

 

a) Gosto de ver filmes de ..........................secreto.

b) ......................... daquela cidade não é hospitaleira.

c) A dor que.........................sente, quando perde alguém muito querido, vai passando com o tempo.

d) ......................... paranaense é dada, amiga e hospitaleira.

e) Quando................................. gosta, faz com prazer.

f) Meu pai é.......................... de viagens da VARIG.

g) Quero estudar para ser..........................policial, para defender o povo.


2.Complete com MEIO ou MEIA

segunda-feira, 1 de outubro de 2012

O reformador do mundo - sugestão de atividade

Sugestão: essa fábula é bastante interessante para a reflexão sobre o nosso eterno desejo de mudanças. As questões abaixo são apenas alguns exemplos para refletir sobre o assunto:



Após a leitura da história, vamos pensar um pouco sobre coisas que gostaríamos de mudar. E você, o que mudaria, se pudesse? E por quê?

  Em você?
 Na sua vida?

 Na sua família?

 No seu bairro ou cidade?

 No mundo?


O Reformador do Mundo

Monteiro Lobato


Produção textual e planejamento da escrita


Produção textual e planejamento da escrita
 


A produção textual apresenta várias etapas:

1ª. É preciso planejar; (sobre o que falar? Qual gênero usar)

2ª. A composição do texto

3ª. Fazer a revisão;

4ª. Editar o texto final

Geralmente os alunos pulam as etapas e os textos produzidos ficam aquém das expectativas ou não se adequam ao tema ou gênero proposto.

A escola estava desenvolvendo o Projeto Jornal On line sobre o meio Ambiente. Antes de propor as atividades de português, pedi aos alunos que prestassem atenção nas etapas de produção de texto, nos itens que deveriam ser anotados antes de começarem a tarefa.

1ª. Etapa

Apresentei o tema geral: Meio Ambiente.

Propus que escolhessem um assunto relacionado ao tema que gostariam de abordar e posteriormente procurassem palavras relacionadas ao assunto, as palavras-chave e anotassem no caderno.

Deveriam pesquisar e anotar as informações que julgassem importantes.


2ª. Etapa

Com o tema delimitado e as anotações feitas, deveriam escolher o modo como apresentariam a atividade. Os alunos poderiam optar por cartazes, poemas,  folder, texto argumentativos, etc.

3ª. Etapa

 
Em dupla ou individual, os alunos deveriam finalizar a produção e apresentar ao grupo.


Resultados


Os alunos perceberam que quando há planejamento, o resultado final é melhor. A participação dos alunos foi efetiva, cada um produziu de acordo com seu planejamento. Alguns alunos fizeram mais de um modelo proposto.

Interpretação 5º/6º Anos - A princesa e a ervilha


Leia o texto com atenção

A princesa e a ervilha

 

Era uma vez um príncipe que queria se casar com uma princesa, mas uma princesa de verdade, de sangue real meeeeesmo. Viajou pelo mundo inteiro, à procura da princesa dos seus sonhos, mas todas as que encontrava tinham algum defeito. Não é que faltassem princesas, não: havia de sobra, mas a dificuldade era saber se realmente eram de sangue real. E o príncipe retornou ao seu castelo muito triste e desiludido, pois queria muito casar com uma princesa de verdade.

Uma noite desabou uma tempestade medonha. Chovia desabaladamente, com trovoadas, raios, relâmpagos. Um espetáculo tremendo!

De repente bateram à porta do castelo e o rei em pessoa foi atender, pois os criados estavam ocupados enxugando as salas cujas janelas foram abertas pela tempestade.

Era uma moça, que dizia ser uma princesa. Mas estava encharcada de tal maneira, os cabelos escorrendo, as roupas grudadas ao corpo, os sapatos quase desmanchando... que era difícil

acreditar que fosse realmente uma princesa real. A moça tanto afirmou que era uma princesa que a rainha pensou numa forma de provar se o que ela dizia era verdade.

Ordenou que sua criada de confiança empilhasse vinte colchões no quarto de hóspedes e colocou sob eles uma ervilha. Aquela seria a cama da “princesa”. A moça estranhou a altura da cama, mas conseguiu, com a ajuda de uma escada, se deitar.

No dia seguinte, a rainha perguntou como ela havia dormido.

Oh! Não consegui dormir - respondeu a moça -  havia algo duro na minha cama, e me deixou até manchas roxas no corpo!

O rei, a rainha e o príncipe se olharam com surpresa. A moça era realmente uma princesa!

Só mesmo uma princesa verdadeira teria pele tão sensível para sentir um grão de ervilha sob vinte colchões!!!

O príncipe casou com a princesa, feliz da vida, e a ervilha foi enviada para um museu, e ainda deve estar por lá...

Acredite se quiser, mas esta história realmente aconteceu!

(Adaptação do conto  de Hans Cristian Andersen)

Questões 1 a 6 - Assinale a alternativa correta.

 
1. O assunto dessa história é:

(A) a organização do casamento de um príncipe.                               (B) como fazer uma cama de princesa

(C) como uma rainha descobriu uma princesa de verdade.                (D) uma família real e seu castelo..                  

 
2. Na frase:

"A moça tanto afirmou que era uma princesa que a rainha pensou numa forma de provar se o que ela dizia era verdade", a palavra grifada refere-se a

(A) moça.                          (B) rainha.                (C) forma.                          (D) verdade.

 
3. A rainha soube que a moça era uma princesa de verdade porque ela

(A) conseguiu subir nos 20 colchões e dormir.         (B) afirmou que a ervilha deixou seu corpo com manchas.
(C) merecia uma cama de "princesa".                       (D) afirmou que era uma princesa.

 
4. Em "Chovia desabaladamente" , a palavra grifada tem o sentido de

(A) levemente            (B) repentinamente.              (C) fortemente.               (D) raramente

 
5. No texto, o uso do sinal de exclamação (!) ocorre todas as vezes que o autor quer

(A) reforçar uma situação.                                                          (B) demonstrar dúvida.

(C) dizer que a história continua.                                                (D) causar medo.

6.O gênero desse texto é
(A) notícia                    (B) reportagem                  (C) conto de fadas                     (D )fábula

7. O tempo verbal da maioria dos verbos dessa história é o  ________________.

sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Atividade de leitura -Conto de escola - Machado de Assis


Conto de escola –  Machado de Assis


Planejamento:
Objetivos
Despertar o interesse pela literatura - a leitura como fonte de   conhecimento e de prazer;
Desenvolver o senso crítico e a criatividade.

Justificativa
Apresentar aos alunos um importante escritor brasileiro  , cuja obra é sempre atual:
apesar do   ambiente retratado   no conto estar muito distante da realidade dos alunos
do   século 21.

Realização:
Finalidades
Distinguir o gênero conto de outros gêneros narrativos, considerando a sequência
narrativa    , personagens, espaço, tempo e narrador;
Reflexão sobre a escola no século 19 e a escola atual.

Estratégias
Leitura colaborativa: durante a leitura, são levantadas questões os sobre as pistas
 linguísticas que        possibilitam a atribuição de determinados sentidos, escolha
do vocabulário, personagens:     características físicas e psicológicas,  descrição
do espaço, tipo de narrador, etc.

Habilidades
Levantamento de hipóteses de interpretação, inferências locais e gerais;
Reconhecimento das marcas do gênero;
Ampliação do conhecimento de mundo.

Capacidades
Ativação dos conhecimentos prévios;
Produção de inferências;
Elaboração de apreciações (estéticas/ afetivas/ éticas).

Contexto
O aluno deve perceber que a história se passa no século 19 (1840), outro momento histórico e  
 social; o vocabulário apresenta algumas palavras e expressões desconhecidas pelos alunos,
que podem ser compreendidas pelo contexto (inferência local) e também fazer uso do dicionário.
Em relação ao gênero conto, deve observar que a narrativa se passa em curto espaço de
 tempo e  espaço delimitado.


Problematizações
Discussão oral: Castigos aplicados em crianças com vara de marmeleiro e palmatória;
Como é a escola atual? Hoje esses castigos seriam permitidos? O estatuto da criança e
do adolescente.

Avaliação:
A atividade envolveu todos os alunos, que ouviram o conto prestando atenção no enredo e
nas características das personagens. Trabalhou-se a oralidade, a participação voluntária
dos alunos, troca de impressões e ideias sobre os conflitos vividos pelas personagens,
discussão sobre a ESCOLA atual, que vai além do ensinar “ler, escrever e contar”.

terça-feira, 11 de setembro de 2012

domingo, 9 de setembro de 2012

Atividade lúdica para produção de texto- TRANGRAN

Tangran

Procedimentos:

1ª. etapa

            Apresentei para os alunos o Tangran,  um jogo que milenar que exige astúcia e reflexão, um quadrado cortado em  sete peças que  juntas criam as mais variadas formas.
            Distribuí um molde (em sulfite colorido) já pronto do Trangran para cada aluno (a professora de educação artística trabalharia todo o processo do Tangran posteriormente com os alunos).
            Em dupla, um aluno deveria instruir o outro a montar uma figura sobre a carteira, poderia ser um animal, objeto ou humana.
            Após a criação da figura, deveriam colar numa folha branca e caso quisessem, fazer os detalhes  com canetas coloridas. Quando todos terminaram de colar, pedi que escrevessem atrás o nome da figura.
            Com fita crepe, colei os trabalhos no quadro negro e perguntei o que era cada figura. Algumas estavam muito fáceis de identificar, outras nada lembravam com o que os criadores escreveram como identificação.
            Anotei ao lado os nomes das figuras: galo, homem, mulher, menino, menina, pato, coelho, gato e cachorro.
 

2ª. etapa

Produção textual
            Os alunos escreveram uma narrativa, na qual deveriam aparecer algumas das figuras criadas na aula anterior.

 Resultados


            A atividade com tangran foi muito divertida, embora percebi que alguns alunos tinham muita dificuldade em entender os comandos e não conseguiram formar as figuras, só quando viram um modelo  pronto.
            A produção textual foi dentro do esperado. Algumas histórias ficaram bem interessantes, os alunos gostaram muito da atividade e ao final todo mundo produziu, de acordo com a possibilidade de cada um.

*para obter o molde do tangran, clique em 

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

Poema "AULA DE LEITURA"

AULA DE LEITURA
(Ricardo Azevedo)

  
A leitura é muito mais
do que decifrar palavras
Quem quiser parar pra ver
pode até se surpreender

vai ler nas folhas do chão
se é outono ou verão;

nas ondas soltas do mar
se é hora de navegar;

e no jeito da pessoa
se trabalha ou se é à-toa

na cara do lutador,
quando está sentindo dor;

vai ler na casa de alguém
o gosto que o dono tem;

e no pêlo do cachorro,
se é melhor gritar socorro;

e na cinza da fumaça,
o tamanho da desgraça;

e no tom que sopra o vento,
se corre o barco ou se vai lento;

e também no calor da fruta,
e no cheiro da comida,

e no ronco do motor,
e nos dentes do cavalo,

e na pele da pessoa,
e no brilho do sorriso,

vai ler nas nuvens no céu,
vai ler na palma da mão,

vai ler até nas estrelas,
e no som do coração.

Uma arte que dá medo
é a de ler um olhar,
pois os olhos tem segredos
difíceis de decifrar

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Sugestão para relatório de filme


Nome: _________________________________________________Série: _____ Nº____

 

Relatório - Filme

 

Data de exibição: ___/____/2012                           Local: ____________________________

Título do filme:_____________________________________________________________

Ano de realização: ___ /_____ /______

Assunto: ______________________________________

Diretor: _______________________________________

Atores principais:___________________________________________________________

 

Personagens principais: _____________________________________________________

 

Breve síntese da história:
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________


Momentos do filme considerados mais importantes: ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

 

Momentos que têm mais ligação com a matéria das aulas: ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

 

Opinião pessoal ou de grupo sobre o filme: _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Atividade: 5º/6º Anos - Pontuar para herdar

Esta atividade é bastante simples e conhecida, mas muito interessante para que o aluno perceba que saber pontuar é importante ao escrever um texto coerente.
Pontuar para herdar
Um homem rico estava muito doente e ainda não tivera tempo de fazer o testamento.
Com medo que sua herança caísse em mão erradas, pegou uma folha e escreveu:

Deixo meus bens à minha irmã não ao meu sobrinho jamais ao mordomo
Não teve tempo de terminar e nem de pontuar, morreu ao lado da folha. Quem chegar primeiro e pontuar o que está escrito, fica com a herança. Pontue o texto,
1 - se fosse a irmã;
Deixo meus bens: à minha irmã, não ao meu sobrinho, jamais ao mordomo
2 - se fosse o sobrinho;
3- se fosse o mordomo

domingo, 19 de agosto de 2012

Atividade - Produção Coletiva de texto

Texto Frankenstein
 Essa atividade é bastante interessante, fizemos uma oficina no encontro com um escritor renomado. Dei uma reformulada e resolvi dar esse título pois o texto  nasce das partes, nem sempre conexas...mas no final há sempre grandes surpresas.
 Etapas:
1.Dividir a turma em grupos 6 a 8 integrantes (todos os grupos devem ter a mesma quantidade de alunos).
2. Cada  grupo  deve estar dispostos de modo que o último integrante esteja ao lado do primeiro:
2
3
4
8
7
6
5


3. Distribuir uma folha para cada integrante.
4. Pedir aos alunos que deixem um espaço ou umas 3 linhas do início e começar um texto, pode ser qualquer tipo de texto, o que lhes vier á mente. O sucesso do grupo depende de cada integrante, todos devem estar atentos ao comando para COMEÇAR.
5. Percorra pelos grupos e quando perceber que todos já escreveram no mínimo 3 linhas, dar o comando para PARAR.
6. Peça que os integrantes do grupo passe  sua folha para quem estiver à sua direita. Cada integrante deve ler rapidamente o parágrafo que recebeu e continuar, com coerência o texto.
7. Continue dando os comandos para a TROCA das folhas até ela voltar para quem escreveu o primeiro parágrafo.
8. Nesse momento, peça que cada um escreva o final para o texto que começou, escolha um título interessante. Cada grupo deve socializar as produções e escolher o melhor texto para socializar com os demais grupos.

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Atividade -Texto para interpretação - O clima em mutação


O clima em mutação
O  que dizem os cientistas sobre as chuvas na Europa e o fogo que destruiu florestas
no Brasil e em Portugal

           Furacões cada vez mais constantes. Chuvas torrenciais como as que provocaram deslizamento de terra e enchentes na Suíça, Alemanha e Áustria. E que soaram o alarme na Romênia, onde milhares ficaram desabri­gados e mais de três dezenas morreram arrastadas pelas enxurradas. A lista de catástrofes climáticas da semana passada inclui ainda o verão mais quente dos últimos 15 anos na Península Ibérica. Só em Portugal, foram mobilizados quatro mil bombeiros, quase mil veículos e 40 aeronaves para conter a fúria das chamas que destruíram uma área verde do tamanho de 30 mil campos de futebol
          No Brasil, a má notícia ficou por conta das chamas que engoliram metade de um parque nacional na ilha Bandei­rante, no Paraná. São todos sinais da tão anunciada mudança climática, certo?
         A resposta é sim e não. Quando se trata de prever o clima, não há certezas absolutas. impossível garantir de pés juntos que o aumento na incidência desses even­tos extremos não seja conseqüência da mudança climática", diz o pesquisador - Paulo Artaxo, da Universidade de São Paulo (USP). "Mas também é impossível garantir que seja", completa.
        Estudar o clima é uma atividade com­plexa por vários motivos. Primeiro porque as análises meteorológicas levam muitas coisas em consideração, como a quantidade de poluentes emitidos pelas chaminés e a capacidade de as florestas em absorver esses gases causadores do efeito estufa, que criam uma capa protetora e impedem o calor do Sol de voltar ao espaço. Também não existe um único sistema de previsão climática, o que inviabiliza análises comparativas.
         Por último, é impossível colocar em prática experimentos de longo prazo. A verdade é que não há conhecimento suficiente para garantir as flutuações do clima no médio e longo prazo. Diante da tamanha ignorância, os cientistas alertam, é importante cuidado com o que lançamos na atmosfera. "Não pode­mos tratá-Ia como uma gigantesca lata de  lixo porque isso cedo ou tarde pode trazer sérias conseqüências", avisa Artaxo. Ele compara o clima da Terra a um doente:
     "Enquanto não se sabe qual é a doença, o melhor remédio é não abusar"
      [  ... ]

DARLENE MENCONI. ISTO É. 21 set 2005
(Fragmento).

 Vocabulário:

torrenciais – abundantes/excessivas
incidência – ocorrência
inviabiliza- impede/impossibilita
flutuações- mudanças

Para ver as questões sugeridas, clique abaixo:

1.Este texto é trecho de uma reportagem publicada numa revista.

a)Qual o título?

b)Quem escreveu?

c)Em qual revista foi publicado?


2..Qual é o assunto abordado no texto? Assinale a alternativa correta:

(   ) poluição ambiental                                               (   ) ecologia

(   ) chuvas e queimadas na América do Norte          (   ) mudanças climáticas Brasil e exterior

3.O que os cientistas já concluíram a esse respeito? Assinale a alternativa correta:

(   ) a culpa é só do ser humano

(   ) o ser humano não tem culpa do que acontece

(   ) que ainda não há conhecimento suficiente para explicar as causas dessas mudanças climáticas.

(   ) é um problema da própria natureza


4.As informações da reportagem foram obtidas junto a um especialista. Qual o nome dele?

5.Por que os cientistas nos aconselham a tratar a natureza com maior respeito?

6.Na sua opinião, como o homem tem tratado a natureza? O que tem contribuído para que ocorram tantas mudanças climáticas?

7. Cite um problema ambiental recente que foi amplamente divulgado pela mídia (qual, em que local e as consequências).