Atenção

Para compartilhar as atividades do Blog TEXTO EM MOVIMENTO em outros blogs é preciso ter autorização prévia. Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

domingo, 12 de outubro de 2014

Com vontade de voar - Interpretação 5º/ 6º ano

Vi esse texto muito tempo atrás, resolvi usá-lo para trabalhar os elementos da narrativa, e considerando as sugestões de atividades da editora, elaborei algumas questões. O texto é adaptado, o ideal é ler o livro, já que a ilustração é muito importante, e certamente poderá desenvolver outras atividades. 


COM VONTADE DE VOAR


              A menina brincou tudo que tinha direito e aí... “rrrrróóóóíiiimmmm”- era a fome feito bicho reclamando na barriga
              Foi logo pulando o portão da sua casa e ouviu a vizinha - de –cá:
              -Eta menina,livre como passarinho!
              Catou uma goiaba e subiu na mangueira. Chegou perto do galho onde pendurada, ficava a gaiola do amigo Chico Passarinho.
              A menina dividiu a metade da fruta com ele:
              -Come tudo viu filhote!
              Aí ela foi achando o Chico demais de aflito, dum poleiro pro outro batendo as asas de tão forte, perdendo penas no chão. Nem deu trela pra goiaba.
              De repente feito eco a frase se repetia: “Livre como um passarinho!” Livre como?!
              Ficou assim pensativa... “Ai que ruim que deve ser morar dentro da gaiola o dia todo, todo dia! Não quis saber de mais nada, uma vontade foi crescendo... Abriu a portinhola, pegou o Chico e o ergueu pelo ar:
              - Se manda, amigo, se manda que o mundo é teu!Livra-se da gataria e de tudo que “pirigar”!
              Ele voou por abacateiro, achou sem grade pra amiga, cantando descarrilhado, e voou.
              Depois a menina sentiu uma coisa esquisita ao ver a gaiola vazia – e agora? Lembrou-se que o passarinho não era seu e sim de seu pai. A saudade embolada no medo de apanhar.
              Começou a chorar baixinho e depois bem alto toda aquela confusão que sentia que sentia.
              Quando seu pai chegou, ela falou que ia contar uma coisa, mas se ele prometesse não ficar nem bravo nem triste.
              O pai foi ouvindo em vez de ficar triste, agradou a cabeça dela e sorriu.
              -Ah que coisa mais bonita! O Chico a estas alturas já deve estar no mato. Não faz muito tempo que o compadre Bizu trouxe o Chico, que caçou lá pras bandas -de Uiui –Dá dez minutos de carro .O nosso amigo voando, a estas alturas já deve estar lá, falou o pai olhando no relógio.
              -O compadre é nosso amigo, mas ele tem um defeito de querer que o passarinho cante só pra ele- era a mãe chegando com o leite quentinho. Disse também que para curar essa saudade do passarinho só o tempo dava jeito.
              Ficaram ali os três até a menina dormir.
              Veio a manhã seguinte, outras e outras mais, deixando a saudade sarar.
Sabiás – laranjeiras, pardais, bem-te-vis e tiés soltos na galharia foram deixando, de novo aquele quintal feliz
                                      (Adaptado do livro Com vontade de voar, de Claúdia F. Pacce, Ed.Moderna,1991.)

1.Sublinhe as expressões ou palavras que você não conhece. Faça uma lista e dê o significado (se precisar use o dicionário, mas  possível saber o significado de algumas só pela leitura).
2.Identifique no texto:
a)
Personagem (ns)  principal (is)


Personagens secundários


Cenário (espaço)


Tempo da narrativa


Narrador
(   ) 1ª pessoa        (   ) 3ª pessoa

b)
Situação inicial



Conflito



Desenvolvimento



Clímax



Desfecho





3. a) Qual foi a frase que fez a menina decidir soltar o passarinho?
b)Ela se aplicava ao Chico? Por quê?

4. A menina viu que o Chico estava aflito.
a)Qual  motivo  ela imaginou que seria?
b)No texto há uma pista, um grande perigo para passarinhos. Tente descobrir qual é.

5. Por que a menina não se sentiu muito bem ao ver a gaiola vazia?

6. Façam uma lista de tudo o que possa “perigar” em relação a um passarinho solto.

7. Você acha que a garota fez bem em soltar o passarinho? Explique.

8. Se estivesse no lugar da menina, teria feito o mesmo?

9. O que você achou da atitude do pai?


10. Você se sente “livre como um passarinho”? Escreva um pequeno texto sobre isso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário