IMPORTANTE

Para compartilhar as atividades
do Blog TEXTO EM MOVIMENTO em outros blogs é preciso ter autorização prévia.

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

A maioria das atividades é de fácil resolução, indico sempre que o professor o faça primeiro para ver o aplicabilidade em determinada turma. Como os pedidos de gabaritos são muitos, não tenho como responder a todos.

domingo, 30 de março de 2014

Duas e três - crônica- Interpretação 8º/9º anos

Duas e três


Levei um susto quando aquela voz soprou em minha nuca:
          - Se tu é bom, mata essa: “Não durmo no Rio porque tenho pressa; duas e três.”
 Voltei-me para ver quem falava. Era um homem quarentão, alto e gorducho, de roupas imundas, rasgadas, e cara encardida. Uma cara simpática de gângster regenerado.
 Ele ria:
- Mata essa, vamos!
 Era de manhã cedo, em junho, e fazia um frio agradável. Acordara e, sem ter para onde ir, sentei-me naquele banco da praça Floriano, em frente à Biblioteca Nacional, à espera de que ela abrisse. Meu velho terno marrom esfiapava nas mangas, o sapato empoeirado, a barba por fazer. “Esse homem está me tomando por um vagabundo”, pensei comigo. E achei divertido.
          - Matar o quê?
  - A charada, meu besta!
O velho se debruçava em cima de mim, com um riso gozador. Fedia a suor e molambo. Afastei-o um pouco, com o braço e, meio sem saber o que fizesse, acedi.
 - Como é mesmo a charada?
- Só repito esta vez, tá bom? “Não durmo no Rio porque tenho pressa; duas e três”
          Sempre fui um fracasso para matar charadas. Fiz um esforço para penetrar nas palavras, mas em vão.
         - Digo mais. – esclareceu-me o vagabundo. – Chaves: “Não durmo no Rio” e “Rio”. Conceito: “pressa”... Mas você é burro, hei.
Donde diabo viera aquele cara impertinente, para me obrigar a resolver uma charada àquela hora da manhã? Mas meu orgulho estava em jogo. Pensava e o pensamento escapulia.
         - Não consigo decifrar. Não me amola.
- Então você perdeu.
- É, perdi.
- Então paga.
- Paga o quê?
- Duas pratas, meu Zé. Você perdeu!
 Era incrível. Comecei a rir. Ele também ria e dizia: “Paga, duas pratas.” Dei-lhe uma cédula de dois cruzeiros e fiquei ali rindo enquanto ele se afastava arrastando seus sapatos furados.
Semanas depois, estava eu no Passeio Público, quando ele veio com a mesma conversa, com se nunca me tivesse visto. “Mata essa: não durmo no Rio, porque tenho pressa; duas e três.” Respondi-lhe em cima da bucha: “Não durmo, velo; no Rio. cidade: velocidade. “Ele ficou desapontado. “Você perdeu”, disse-lhe eu.“Paga duas pratas.” Olhou-me sério, meteu a mão no bolso e estendeu-me duas notas imundas. Fomos tomar juntos um café na Lapa.

GULLAR, Ferreira. O melhor da crônica brasileira. 1 Ferreira
Gullar...[ET al.]. – 5ª Ed. – Rio de Janeiro: José Olympio, 2007.


Após ler o texto com atenção, responda as questões abaixo:


01.A narrativa está em 1ª ou 3ª pessoa? Retire do texto um trecho que justifique sua resposta.

02. Onde e  quando aconteceu o primeiro encontro entre os dois homens?

03.Para o narrador o que lhe pareceu ser o homem que o abordara?Assinale a alternativa correta:
a) um vagabundo de rua            b) um mágico de rua
c)  um vigarista                           d) um trabalhador desempregado

04. Assinale a alternativa correta:
a) O narrador achou muito comum e normal a  abordagem que lhe foi feita pelo homem.
b )O narrador repeliu, veementemente, o homem.
c) Apesar de ter achado estranha a abordagem, o narrador acabou se envolvendo com a simpatia do desconhecido.
d) O estranho queria extorquir o narrador.

05. Qual a palavra que melhor se aproxima de um sinônimo para a palavra charada?
a) duelo                  b) disputa                 c) comando                 d) enigma    
06. Na frase “Este homem está me tomando por um vagabundo.” a expressão
destacada significa:
a)“parecendo com”                          b) “comparando com”
c) “acompanhado por”                    d) “discordando de”

07. O narrador pagou duas pratas ao velho porque:

a)jamais estivera naquela situação.
b)pela conversa agradável do homem.
c)não conseguiu decifrar a charada.
d)porque o homem estava com fome.

08. Em “Mata essa, vamos!” o termo destacado tem o mesmo sentido de:

a) elimina             b) abate                    c) extermine                  d) resolve

09. O texto se desenvolveu em torno:

a)da amizade impossível entre duas pessoas que pouco se conheciam.
b)da camaradagem entre dois homens apreciadores de charadas
c)do encontro inesperado entre pessoas que não se conheciam
d)do hábito das pessoas frequentarem praças e bibliotecas


10.A que se referem as palavras duas e três, que formam o título do texto?



19 comentários:

  1. Olá Fátima, gostei muito do seu texto mas gostaria que você colocasse o gabarito.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me envie seu email para que eu possa mandar o gabarito. Não coloco mais o gabarito na postagem pois os alunos também tem acesso.

      Excluir
  2. olá Fátima, amei o texto! quero me envie o gabarito. agradeço muito!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Achei a interpretação do texto interessante, gostaria de receber o gabarito, pois tenho dúvidas quanto a resposta de algumas questões

      Excluir
  3. Oi, me envie seu email por aqui(que não serápublicado) ou para fate.profa@gmail.com que eu mando o arquivo da atividade.

    ResponderExcluir
  4. Por favor mande o gabarito gostei muito da sua atividade. C. E.

    ResponderExcluir
  5. Oi, por favor me mande seu email para que eu possa mandar o gabarito, pelo nome não te achei no Google+.

    ResponderExcluir
  6. Oie Fátima precisava do gabarito ! Sera q tem como me mandar ?!

    ResponderExcluir
  7. Olá Fátima. Me passe o gabarito por favor?

    ResponderExcluir
  8. Obrigada Fátima pelo texto, mas gostaria de receber o gabarito, por favor.

    ResponderExcluir
  9. Por favor, mande-me o gabarito, excelente!

    ResponderExcluir
  10. Meu filho realizou uma prova com este texto e com algumas destas perguntas. Não consegui achar sentido para a pergunta numero10. Pode me ajudar?

    ResponderExcluir
  11. gostei muito queria o gabarito por favor.

    ResponderExcluir
  12. Se você é professor(a) envie mande o seu email...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. me envia o gabarito por favor obrigada

      Excluir
  13. É só se identificar, para qual email envio?

    ResponderExcluir