Atenção

Para compartilhar as atividades do Blog TEXTO EM MOVIMENTO em outros blogs é preciso ter autorização prévia. Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

sábado, 9 de agosto de 2014

A carta - Interpretação 8º/9ºano -Luis Fernando Veríssimo

Essa atividade pode ser explorada sob diversos aspectos, para trabalhar a estrutura da narrativa (atividade 1), interpretação de informações explícitas e implícitas/suspeitas inteligentes (atividades 2 a 6) e até produção de texto. Encontrei no YouTube um vídeo interessante com uma adaptação que também pode ser explorado junto com o texto. Qualquer dúvida, deixem o email (atenção, às vezes não consigo retornar pois há algum erro em endereços de emails)




A CARTA

        Esta outra história é de dois namorados, ele chamado Haroldo e ela, por coincidência, Marta. Os dois brigaram feio, e Marta escreveu uma carta para Haroldo, rompendo definitivamente o namoro e ainda dizendo uma verdade que ele precisava ouvir. Ou, no caso, ler. Mas Marta se arrependeu do que tinha escrito e no dia seguinte fez plantão na calçada em frente do edifício de Haroldo, esperando o carteiro. Precisava interceptar a carta de qualquer jeito. Quando o carteiro apareceu, Marta fingiu que estava chegando ao edifício e perguntou:
         − Alguma coisa para o 702? Eu levo.
       
  Mas não tinha nada para o 702. No dia seguinte tinha, mas não a carta de Marta. No terceiro dia, o carteiro desconfiou, hesitou em entregar a correspondência a Marta, que foi obrigada a fazer uma encenação dramática. Não era do 702. Era a autora de uma carta para o 702. E queria a carta de volta. Precisava daquela carta. Era importantíssimo ter aquela carta. Não podia dizer por quê. Afinal, a carta era dela mesma, devia ter o direito de recuperá-la quando quisesse! O carteiro disse que o que ela estava querendo fazer era crime federal, mas mesmo assim olhou os envelopes do 702 para ver se entre eles estava a carta. Não estava. No dia seguinte – quando Marta ficou sabendo que o carteiro se chamava Jessé e, apesar de tão jovem, já era viúvo, além de colorado – também não. No outro dia também não, e o carteiro convidou Marta para, quem sabe, um chope. Na manhã depois do chope, a carta ainda não tinha chegado a Marta e Jessé combinaram ir ver Titanic juntos. No dia seguinte – nem sinal da carta – Jessé perguntou se Marta não queria conhecer sua casa. Era uma casa pobre, morava com a mãe, mas, se ela não se importasse... Marta disse que ia pensar.
        No dia seguinte, chegou à carta. Jessé deu a carta a Marta. Ela ficou olhando o envelope por um longo minuto. Depois a devolveu ao carteiro e disse:
       −  Entrega.
        E, diante do espanto de Jessé, explicou que só queria ver se tinha posto o endereço certo.

             Luis Fernando Verissimo
         
Vocabulário:
Colorado: torcedor do Internacional, time de futebol de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul.

 Atividades: 

1.Complete com os elementos da narrativa:
Personagens


Cenário


Tempo


Foco narrativo




Situação Inicial



Conflito



Desenvolvimento



Clímax



Desfecho



2. O carteiro desconfia do comportamento de Marta. 
a)Qual é a reação dela diante desse fato? 


b) Como o carteiro se comporta diante da reação da moça?


3. Como, provavelmente, Marta obteve as informações sobre Jessé?


4.O que fica subentendido sobre o sentimento entre as personagens nesse momento?


5.Qual alternativa poderia substituir as reticências do seguinte frase: "se ela não se importasse...".
(    ) eu vou  gostar muito de recebê-la.
(    )em visitar uma casa simples e humilde, ele ficaria feliz.
(    ) ele não a convidaria mais.
     (    ) sua mãe queria conhecê-la.

6.No final, o leitor é surpreendido pela decisão de Marta de mandar Jessé entregar a carta.
a) Por que, na sua opinião, ela toma essa decisão?

b)  Por que Jessé se espanta com a atitude dela?

Produção de Texto
O que você imagina ter acontecido com Jessé e Marta após o desfecho de A Carta? Crie uma nova história, ou um outro capítulo. Lembre de manter o mesmo foco narrativo e de colocar um título bem interessante.

5 comentários:

  1. Excelentes atividades!!!!

    ResponderExcluir
  2. ahahahaha que faiado voçeis soa us ruis

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que você fugiu da escola, em vez de deixar vários comentários tolos e com palavras grafadas incorretamente, qualquer pessoa com um mínimo de estudo sabe que "voçeis" é o ó do borogodó... (além de algumas palavras indevidas) o que demonstra falta de educação, deveria tentar aprender ao menos escrever. Que pena que tem gente que não tem o que fazer...

      Excluir
  3. Olá!
    Se for possível me enviar o gabarito ficaria extremamente grata :)
    Sou professora em início de carreira e suas atividades me ajudam muito.

    ResponderExcluir
  4. Que postagem MARAVILHOSA!!! Muito obrigada. Ajudou muito!!!

    ResponderExcluir