Atenção

Para compartilhar as atividades do Blog TEXTO EM MOVIMENTO em outros blogs é preciso ter autorização prévia. Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

EXPRESSÕES IDIOMÁTICAS

LINGUAGEM CONOTATIVA - EXPRESSÕES IDIOMÁTICAS


No exemplo dado, quando ouvimos ou lemos CADEIRA, temos em mente o conceito. Muitas vezes uma palavra pode ser empregada com um sentido diferente do real, com outro significado, ou seja, usado no sentido figurado ou de forma conotativa.
Usamos muito a linguagem conotativa em nosso cotidiano, na linguagem informal, mas ela também é muito usada  na poesia, no texto literário,  em que predomina o aspecto subjetivo e que muitas vezes depende do contexto.

“Essa é uma  página virada na minha vida.”


Expressões idiomáticas

Um termo ou frase pode assumir  significado bem diferente daquele que cada  palavra teria isoladamente. A mensagem  é captada na totalidade e não de cada uma das partes. Isso é o que chamamos de EXPRESSÕES IDIOMÁTICAS. Elas estão por todo lado. Fazem parte da comunicação informal. Algumas  têm origem em hábitos antigos  ou  fatos históricos e chegaram até os dias de hoje.
Alguns exemplos:
agradar a gregos e troianos - agradar a todos, mesmo a pessoas com características muito diferentes; agradar a dois partidos opostos ( origem - gregos e troianos envolveram-se em violenta guerra quando o príncipe troiano raptou a rainha grega Helena, mulher de Menelau).
paciência de Jó - paciência, tolerância ou resignação acima dos limites( Jó foi um personagem bíblico).
bicho de sete cabeças –grande ameaça ou dificuldade (são  duas as teorias, a primeira sua origem está na mitologia grega, mais precisamente na história uma monstruosa serpente com sete (ou nove) cabeças que se regeneravam mal eram cortadas – a Hidra; ou a segunda  teoria, a expressão seria uma referência à primeira das duas bestas do APOCALIPSE -livro do Novo Testamento - descrita como um monstro.

Atividade:
Você conhece os significados dessas expressões que fazem parte do nosso cotidiano? Explique cada uma em poucas palavras.

Abandonar o barco
Boca de siri
Trocar os pés pelas mãos
Abotoar o paletó
Boca mole
Viajar na maionese
Acertar na mosca
Cara de pau
Acabar em pizza
Amigo da onça
Descascar o abacaxi
Barata tonta
Ao pé da letra
Encher linguiça
Pôr as cartas na mesa
Arregaçar as mangas
Lavar as mãos
Bater as botas
Aos trancos e barrancos
Enfiar pé na jaca
Trocar as bolas
Bater na mesma tecla
Segurar vela
Agarrar com unhas e dentes
Tempestade em copo d'agua
Procurar chifre em cabeça de cavalo
Chutar o balde/chutar o pau da barraca

Respostas:

Acabar em pizza - Quando uma situação não resolvida acaba encerrada  e quando ninguém é punido.
Abotoar o paletó - morrer
Acertar na mosca – acertar de primeira.
Amigo da onça – amigo falso.
Armar um barraco – criar uma confusão em público.
Ao pé da letra – literalmente.
Arregaçar as mangas – dar início a uma determinada atividade.
Aos trancos e barrancos-de forma desajeita, atrapalhada.
Barata tonta – desorientada, que não sabe o que fazer.
Bater na mesma tecla – dizer sempre a mesma coisa
Bater as botas – falecer
Boca de siri – manter um segredo referente a um determinado assunto.
Boca mole- quem fala demais.
Cara de pau – descarado, sem-vergonha.
Chutar o balde/chutar o pau da barraca – perder o controle, a calma.
Descascar o abacaxi – resolver um problema complicado.
Encher linguiça – enrolar, ocupar o tempo por meio da embromação.
Lavar as mãos – não se envolver com um determinado assunto.
Enfiar pé na jaca – cometer excessos, exagerar
Quebrar o galho – improvisar.
Segurar vela – atrapalhar o namoro.
Trocar as bolas – atrapalhar-se.
Trocar os pés pelas mãos - agir de modo desajeitado, apressadamente.
Viajar na maionese- não entender alguma coisa ou dizer um absurdo, bobeira, ou coisa sem sentido
Tempestade em copo d'agua- dar importância muito grande a uma coisa muito pequena


Nenhum comentário:

Postar um comentário