Atenção

Para compartilhar as atividades do Blog TEXTO EM MOVIMENTO em outros blogs é preciso ter autorização prévia. Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

domingo, 13 de julho de 2014

Samba do Arnesto - atividades/ variação linguística

Variação Linguistica
A língua é viva e dinâmica, em um país grande como o nosso, ela sofre diversas alterações feitas por seus falantes, dependendo da região, classe social, da idade, do sexo, da época, apresenta variações linguísticas. Nessa atividade a proposta é discutir as variações linguísticas, o preconceito. Ainda há a diferença  entre o “português escrito” e o “português falado” e a situação comunicativa.

Nessa atividade, vamos ler (e de preferência, ouvir) a música Samba do Arnesto, de Adoniram Barbosa. Ao terminar a atividade, é importante que o aluno perceba  que o compositor fez pode ser chamado de licença poética, pois ele transportou para a modalidade escrita a variação linguística presente na modalidade oral e não que a música está repleta de erros. 


O Ernesto levou fama por “dar um bolo” no compositor, a história (que segundo Sr. Ernesto nunca aconteceu) é narrada no famoso Samba do Arnesto (1953). Adoniran Barbosa tornou-se um dos maiores nomes do cancioneiro popular brasileiro e uma das mais importantes vozes da população ítalo-paulistana. Às críticas que recebia Adoniran rebatia: "só faço samba pra povo. Por isso faço letras com erros de português, porquê é assim que o povo fala. Além disso, acho que o samba, assim, fica mais bonito de se cantar."( Biografia completa disponível em http://almanaque.folha.uol.com.br/adoniram.htm)

Samba do Arnesto
Composição: Adoniran e Nicola Caporrino (Alocin)
O Arnesto nos convidou 
Prum samba ele mora no Brás 
Nóis fumos e num econtremos ninguém 
Nóis vortemos cum uma baita de uma reiva 
Da outra veiz, nóis num vai mais 
Nóis não semos tatu! 
O Arnesto nos convidou 
Prum samba ele mora no Brás 
Nóis fumos e num econtremos ninguém 
Nóis vortemos cum uma baita de uma reiva 
Da outra veiz, nóis num vai mais 

Noutro dia encontremo com o Arnesto 
Que pediu discurpas mais nóis não aceitemos 
Isso não si faiz Arnesto, nóis não si importa 
Mas você devia ter ponhado um recado na porta 
O Arnesto nos convidou 
Prum samba ele mora no Brás 
Nóis fumos e num econtremos ninguém 
Nóis vortemos cum uma baita duma reiva 
Da outra veiz, nóis num vai mais 
Noutro dia encontremo com o Arnesto 
Que pediu discurpa mais nóis não aceitemos 
Isso não si faiz Arnesto, nóis não si importa 
Mas você devia ter ponhado um recado na porta 

Um recado Anssim ói: "Ói, turma, num deu prá esperá 

Aduvido que isso num faz mar, num tem importância, 
Assinado em cruz porque não sei escrever: Arnesto" 


Atividades

1.Observando a letra da música, percebemos que muitas palavras estão em desacordo com a norma culta. Circule-as e escreva-as de acordo com as regras da gramática.

2. O verso em que o pronome destacado apresenta uma forma  inadequada:
(A) O Arnesto NOS convidou prum samba, ele mora no Brás
(B) Isso não se faz, Arnesto, nós não SE importa
(C) Da OUTRA vez nós num vai mais
(D) Mas VOCÊ devia ter ponhado um recado na porta

3.  Justifique sua resposta na questão anterior.

4. Qual a intenção do autor ao utilizar palavras e expressões que se desviam da norma culta?


5. Se a letra da  música estivesse de acordo com a norma culta, ela teria o mesmo efeito? Por quê? 

Nenhum comentário:

Postar um comentário